Feras Míticas

by Garotas Suecas

/
  • Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

     $7 USD  or more

     

1.
2.
04:22
3.
04:00
4.
5.
03:34
6.
7.
04:03
8.
9.
03:23
10.
11.
12.

credits

released August 13, 2013

Garotas Suecas são:
Fernando Freire – baixo
Guilherme Sal – voz
Irina Bertolucci – teclas
Nico Paoliello – bateria
Tomaz Paoliello – guitarra
com
Matheus Prado – percussão
Cordas:
Fabio Tagliaferri – viola
Mario Manga – violoncelo
Otávio Teco – violino
Metais:
Anderson Quevedo – sax barítono e flauta
Daniel Nogueira – sax tenor e flauta
Jaziel Gomes – trombone
Paulinho Viveiro – trompete
Arranjos de cordas e metais – Anderson Quevedo, Daniel Nogueira e Fernando Freire

Produzido por Nick Graham-Smith
Gravado no Pendulum Studio, São Paulo, entre setembro e dezembro de 2012
Assistente de gravação – Bruno Palazzo
Masterizado por Karen Thompson no estúdio The Exchange
Arte e projeto gráfico - Deco Farkas

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Garotas Suecas São Paulo, Brazil

Rock band from São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Garotas Suecas

Streaming and
Download help

Track Name: Manchetes da Solidão
MANCHETES DA SOLIDÃO
(Guilherme Sal)
Vinha descendo a avenida
observando as maravilhas contemporâneas
quando de repente,
em frente à vitrine do antigo cinema,
uma voz me disse assim:
"Não choro,
não tento mais esconder
que eu também sou moinho
girando sozinho
pode crer..
Não caio
nas armadilhas do coração.
Leio nos lábios da gente que passa
as manchetes da solidão.
Mas quando a barra pesa você sabe que eu também não sou de ferro não.
Viro notícia pra você me ver correr de boca em boca pela multidão.
Não minto
só não consigo me convencer
de que na vida não vale palavra mal dita
Vai saber...
Então me calo
dou meia volta no quarteirão
pra ver impresso nos olhos e lábios
manchetes da solidão
Mas quando a barra pesa você sabe que eu também não sou de ferro não.
Viro notícia pra você me ver correr de boca em boca pela multidão.”
Calma baby que um dia a gente também chega lá.
Calma baby que um dia a gente também arruma nosso lugar.
Calma baby que um dia a gente também encontra nosso nome estampando em
alguma vitrine da avenida principal.
Track Name: New Country
NEW COUNTRY
(Guilherme Sal)
Me and my friends we’re building
a whole new place for us to live
and it’s not a small shotgun shack on a hill
it’s a new country.
Me and my friends we’re making
a whole new state that we can run.
We got washing machines and drum machines
and machine guns.
Me and my friends we’re fixing
a whole new land where you can hide
and it’s just bellow the open arms
of Jesus Christ.
You can even say that we ain’t here to stay,
but as long as the kid pays
and the old man says that this ain’t the right way, ain’t the free way
we’re gonna be here.
Me and my friends we are dropping
new lines along the way,
and pretty soon you’ll gonna have to buy a new map
for your kid’s school sake.
Cause it is the way things work today,
everyone can save the day
taking cars out of the streets
and selling starships on Ebay.
And you can even say that we ain’t here to stay,
but as long as the kid pays
and the old man says that this ain’t the right way, ain’t the free way
we’re gonna be here.
Track Name: Bucolismo
BUCOLISMO (UM DIA NO CAMPO)
(Tomaz Paoliello)
Estou sofrendo de bucolismo profundo
Preso aqui nesse começo de mundo
E nada do que eu disser deve fazer barulho algum
Não faz tempo que sofro desse mal
Agora o final de semana está no final
Então vou sair
Meu dia eterno vai terminar
Vou sair
Quem disse que é feito pra acabar?
Entro no carro
E uma fita de reggae começa a tocar
E eu tenho certeza de que nada disso está nesse lugar
E aquilo me tira dali
Estou passando por uma fase estranha
Algo novo está preso em minhas entranhas
E nada que eu fizer vai me deixar nesse lugar
Como é que posso estar tranqüilo
Se até a tranqüilidade tem hora pra acabar
Então vou sair
Meu dia eterno vai terminar
Vou sair
Quem disse que é feito pra acabar?
Um amigo da cidade me chama pelo celular
E eu sei que a cabeça dele nunca pisou nesse lugar
E aquilo me tira dali
Track Name: Pode Acontecer
PODE ACONTECER
(Tomaz Paoliello)

Pode acontecer
A qualquer instante
Pode acontecer
Sem que ninguém mais descubra
Pode acontecer
Num momentinho qualquer
Pode acontecer
Até mesmo sem perceber
Uma tatuagem atrás do cabelo
É uma surpresa tão banal
E ainda assim pode encantar
E quando você se tocar
Pode acontecer
Em qualquer canto, em qualquer parte
Pode acontecer
Uma piada bem contada
Tem uma graça tão sem graça
Mas mesmo assim pode impressionar
E quando fizer efeito, sem ninguém perceber
Pode acontecer
Cantar junto uma parte de uma música
Que ninguém mais conhece
É uma coincidência tão trivial
E justamente nesse instante algo pode mudar
Pode acontecer
Track Name: LA Disco
LA. DISCO
(Tomaz Paoliello)

O clima aqui está baixo astral
O lance não está muito legal
Eu queria ver o escuro com mais cor
Eu quero viver a vida que eu vejo no computador
Tijuana não dá mais pé
Mas eu tenho fé
Eu acredito em tudo que sonhei
Vou dançar numa discoteca em LA
Cada passo em direção ao norte
Eu sinto que minha sorte pode mudar
Areia, sol, polícia, patrulha
Pó, lua, liberdade, amor e ar
Eu vou atravessar o deserto a pé
Mas eu tenho fé
Que tudo que eu imaginei
Eu vou realizar lá em LA
O clima aqui está baixo astral
O lance não está muito legal
Quanto mais eu sonho mais eu posso ver
Que o que é impossível vai acontecer
Quando a luz acender sob meu pé
Eu tenho fé
Que será legal viver fora da lei
Embalado no groove duma discoteca em LA
Track Name: Eu Vou Sorrir Pra Quem É Gente Boa
EU VOU SORRIR PRA QUEM É GENTE BOA
(Sergio Sayeg)

Eu vou sorrir
Pra quem é gente boa
Eu vou cantar
Pra quem topar
Remar na minha canoa
Ligado nas pessoas de cabeça aberta
Vou me valer da energia certa
Sacando que a vida não é linha reta aha!
Eu vou sorrir Pra quem tocar comigo a máquina do funk
Eu vou sorrir Pra quem for mais doidão de que Thelonius Monk
E tomo um bonde ou um banho de lua
Mando um sinal de fumaça
Saio pelado na rua
Você precisa ver
E quando você ouvir meu violão pulsante
Vai entrar num mundo mais brilhante
Eu avisei você
Track Name: A Nuvem
A NUVEM
(Tomaz Paoliello)

A nuvem é o deus mais poderoso do céu
Até o sol ela é capaz de cobrir
Se torna rosa e lilás
Quem diria que há algum tempo atrás
Aquele era o poderoso sol
A nuvem é a força mais extrema do céu
E na noite quando nada se vê
Sua presença ainda se faz sentir
Antigos astros outrora ali
Engolidos pela nuvem
Um trovão bateu na minha porta
Eu abri
Mas não era um trovão dos que eu já conheci
A nuvem é o deus mais poderoso do céu
Até a lua ela é capaz de cobrir
Tira o brilho e deixa a palidez
Quem diria ao olhar outra vez
Que aquela era a poderosa lua
Um trovão bateu na minha porta
Eu abri
Mas não era um trovão dos que eu já conheci
Pode entrar! Canta alto pra todos ouvirem!
Track Name: St. Marks Theme
ST. MARKS THEME
(Guilherme Sal)

Looking to the sky of the city
with my head held high,
I’m looking proud.
Looking to the sky of the city
with my head held high,
I’m looking proud.
But deep inside I feel so frightened.
I’m looking to the sky to see if I can find an angel that takes me...
Looking to the sidewalk of the city
I see you walking
side by side with me.
You are looking to the billboards and the
shopping windows.
With your brilliant eyes
you’re looking proud.
but deep inside you feel so frightened too.
You’re looking to the sky to see if you can
find a message that says:
That you are the Lord’s child.
That you can tell wrong from right.
That you are in the right play.
That all the scribbles on the wall will make a
drawing someday soon...
Looking to the sky of the city
all I see are airplanes, flying saucers and the
radio waves.
You are looking to the billboards and the
shopping windows,
but there is no sign of love between the bold
letters they print.
And deep inside we both feel frightened.
We’re looking to the sky to see if we can find
a message that says:
That we are the Lord’s child.
That we can tell wrong from right.
That we are in the right play.
That all the scribbles on the wall will make a
drawing someday soon
Track Name: Bicho
BICHO
(Sergio Sayeg)

Tem uma hora que dói demais no peito
Você me diz sai dessa
Vai sacar o movimento
Você é um belo rapaz
E a vida é cheia dessas,
Ouvir eu não te quero mais
Mas ninguém pode com você
Você é de ouro
Você é de ouro, pode crer
E se um dia não der mais pra agüentar
Muita água subir
O escuro tampar
Usa sua força bruta
Engole o choro,
Segura o tranco e vai a luta
Bicho, bicho, bicho,
Bicho, bicho, bicho,
Você é de ouro pode crer
Bicho, bicho, bicho,
Bicho, bicho, bicho,
Só o melhor pra você
E se bater neurose, enxaqueca e paranóia
Ouça a minha voz dizer:
Minha flor, minha jóia,
Ninguém pode com você
Você é de ouro,
Você é de ouro pode crer
Bicho, bicho, bicho,
Bicho, bicho, bicho,
Você é de ouro pode crer
Bicho, bicho, bicho,
Bicho, bicho, bicho,
Só o melhor pra você
Track Name: Charles Chacal
CHARLES CHACAL
(Sergio Britto)

Se há alguém que mereça eu atiro na cabeça
Não tenho pena de ninguém, não sei ser honesto
O meu segredo é conhecer os vícios das minhas vitimas,
Eu passo dias preparando um crime.
Tudo isso representa um imenso perigo,
Não é meu amigo quem tem medo de mim.
Divertimento é ver sangue correndo
Em água fervendo banhar o nenê
Não tenho medo de morrer eletrocutado
Matar é um imenso prazer, por que é o mais sofisticado
Charles Chacal
Em vez de prisão perpetua,
Eu Prefiro ser sentenciado a morrer
Entrar numa câmara de gás ou ser enforcado
E se não conseguir conter
Minha fúria suicida, eu corto os pulsos e me despeço da vida
Não joguem cinzas em cima do meu cadáver
Eu sou covarde, preciso me proteger
Mas antes de acabar brutal e violentamente
Vão me vingar e falar mal de mim
Não tenho medo de morrer eletrocutado
Matar é um imenso prazer, por que é o mais sofisticado
Charles Chacal
Track Name: Roots Are For Trees
ROOTS ARE FOR TREES
(Tomaz Paoliello)

Roots are for trees I don’t belong here
And don’t want to know where I belong
I’ve tried so hard to find
To find some peace of mind
That I won’t stand to lose again
I’m not gonna do what people want me to
What I will is what you won’t
I won’t try to hide
The way I feel inside
For it’s the place I feel at home
What doesn’t belong to the soul I will let be
My feet don’t care about the ground they stand
And it doesn’t matter if the carpet flies
My feet don’t care
My lips don’t care about the words they shouts
And it doesn’t matter if the meaning fades
My lips don’t care
Roots are for trees I don’t belong here
Don’t you tell me where I belong
The way I step the ground
The place I am right now
Is the only place I wanna be
What doesn’t belong to the soul I will let be
What doesn’t belong to the soul I won’t take with me
What doesn’t belong to the soul I will set free
What doesn’t belong to the soul I don’t belong with me
Track Name: O Primeiro Dia
O PRIMEIRO DIA
(Tomaz Paoliello)

Será que vamos ao parque de diversões?
Ou ao zoológico pra ver os animais
Posso te levar pra passear de bicicleta
Se for você e eu sozinhos tanto faz
Eu só queria saber
Como vai ser o primeiro dia que eu vou passar com você
Será que fará sol e calor?
Vamos deixar a cidade para trás
Se fizer frio, nós vamos ao cinema
Com você eu veria qualquer filme em cartaz
Eu só queria saber
Como vai ser o primeiro dia que eu vou passar com você
Será que você vai gostar da minha companhia
Será que você vai passar comigo mais um dia
E se ao raiar de um outro dia
Eu despertar ao seu lado
Vou lhe beijar pra ver se estou sonhando acordado